en
en


Ao subscrever à nossa Newsletter, concorda com nossos Termos e Condições.
7 dicas para quando treinar a sua apresentação

Nota: Este conteúdo foi escrito antes da BrainStory, marca que evoluiu da Slide Lab.

 

O treino é um forte aliado da perfeição, e por esse motivo a nossa sugestão é que treine sempre que possível a sua apresentação. No entanto, não existe uma regra certa de como o devemos fazer, nem quanto tempo devemos dedicar a treinar uma apresentação, até porque a necessidade do orador não é sempre a mesma.

Existem sim dicas importantes que deve ter em consideração quando treinar a sua apresentação, para garantir que tudo corre como esperado:

1# Leia em voz alta a apresentação, tente criar links entre os temas para que tudo faça mais sentido, quer para si, quer para o seu discurso final;

2# Agora que conseguiu criar uma história, vai ver que o seu discurso vai ser muito mais natural e que não vai ter necessidade de estar agarrado ao papel, conte a história várias vezes em voz alta, não se preocupe se o discurso for ligeiramente diferente do que tinha escrito inicialmente, não se prenda a isso, mas sim à transmissão das ideias chave;

3# Certifique-se que os slides são coerentes com o seu discurso, mas que não tem informação repetida. Isto é, é importante que os slides sejam uma âncora para a sua performance. Os slides devem ajudá-lo a contar uma história com mensagens claras e objetivas e não ser uma cópia do seu discurso;

4# Treine o posicionamento da sua voz consoante o tipo de sala onde vai fazer a apresentação e preocupe-se com detalhes como se vai ou não haver microfone disponível;

5# Uma das dicas mais importantes: SEJA NATURAL. Se é uma pessoa naturalmente extrovertida, pode jogar com isso a seu favor para criar um ambiente mais descontraído, mas se pelo contrário é mais tímido, deve assumir essa postura naturalmente e não forçar piadas que o podem vir a fazer sentir ainda mais desconfortável;

6# A sua postura é um cartão de visita para o seu discurso. Inevitavelmente será o centro das atenções quando estiver a apresentar e terá de “encarnar” essa personagem até ao fim:

– Vista-se com uma roupa que o faça sentir bem, mas que esteja de acordo com o ambiente

 

– Tente evitar acessórios que possam ser uma distração (por exemplo pulseiras de senhoras que possam fazer barulho ou estar com uma esferográfica nas mãos para ir apertando)

– Encare a audiência nos olhos. Um orador cabisbaixo e retraído não transmite confiança e motivação para ouvir a sua apresentação. Mesmo que esteja num dia “mau”, ou se achar que as coisas não lhe estão a correr como deseja, tente manter sempre uma postura determinante aos olhos de quem o vê.

7# A última dica essencial: se por algum motivo se distraiu e esqueceu-se do discurso, tente não entrar em pânico e muito menos transmitir isso para a sua audiência. Olhe para o slide, fale sobre as ideias chave que lá estão transmitidas (é para isso que servem os slides), e passe para o slide seguinte, vai ver que recupera rapidamente o discurso. Não se preocupe se não explorou como devia aquele tema em particular, é melhor isso do que ficar atrapalhado a tentar lembrar-se do discurso.

 

Treine, treine, treine! Treine muito, verá que quanto mais treinar mais facilmente a história lhe ficará na cabeça.

Gostou deste blog post?
Subscreva a newsletter mensal e receba os nossos conteúdos no seu email.
anterior
7 Passos para Criar Apresentações Eficazes e Criativas
seguinte
Apresentações em PowerPoint que não são um somatório de slides